1/8/2012 14h27 Por LANCE PRESS

Guerrero: "Corinthians tem uma estrutura incrível"

Peruano falou sobre amistoso contra a Costa Rica, adaptação a São Paulo, Ronaldo no Mundial

Paolo Guerrero foi o jogador do Corinthians escolhido para conceder entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira. E o peruano abriu o coração...

Visivelmente à vontade, o camisa 9 falou sobre diversos assuntos, dentro e fora das quatro linhas. O amistoso pela seleção do seu país contra a Costa Rica, que o fará perder o confronto com o Internacional pelo Brasileirão, foi um dos assuntos abordados por ele.

Acompanhe os principais trechos da entrevista de Paolo Guerrero no CT Joaquim Grava:

CONVOCAÇÃO 
Temos uma partida importante contra o Inter, mas minha pátria precisa de mim. Espero que o Corinthians se acerte com o pessoal da seleção para buscar uma solução. É uma decisão que caberá a eles. Eu gosto de jogar pela seleção do meu país e o Corinthians tem um jogo importante, é uma decisão difícil, que será tomada por eles (dirigentes).

ASSÉDIO DA IMPRENSA PERUANA
Eles sempre buscam informações de mim e eu acho isso normal. Creio que os jogadores de uma maneira geral sempre tem esse assédio.

TITULAR CONTRA O VASCO?
Tenho trabalhando bem. Venho entrando aos poucos na equipe, joguei contra o Cruzeiro e Bahia, que foi duríssimo. Pouco a pouco vou me adaptando. Meus companheiros me ajudam bastante nessa adaptação. Quero jogar de titutar o mais rápido possível. Espero desequilibrar e fazer um gol. Mais importante é melhorar a posição no Brasileirão.

COMPANHEIROS BUSCANDO O CAMISA 9
Senti que o time me procura, buscando o centro, o camisa 9. Acho que isso é o que treinador está buscando. Estou muito contente com essa confiança dos meus companheiros. Quero me adaptar no tempo mais curto possível. O professor Tite e os companheiros me tratam muito bem. Eu acredito que, dentro de campo, seja mais fácil jogar no futebol brasileiro do que no futebol alemão. Trabalhamos em conjunto, em grupo. 

TÍTULO BRASILEIRO AINDA É POSSÍVEL?
Claro. O Corinthians é campeão da Libertadores e ganhou o Brasileiro do ano passado. Deixou-se de lado no início por conta da Libertadores, mas agora já voltou a ir para cima. O Corinthians é uma equipe que certamente pode alcançar a primeira colocação.

FORA DE CAMPO
Creio que me sentirei ainda mais tranquilo quando arrumar uma casa. Sigo dormindo no hotel, mas não gosto. Quero uma casa para me concentrar apenas no futebol. Nos próximos dias, quero encontrar algo confortável. Me sinto bem fora de campo, São Paulo é uma cidade grande e linda, com muitos restaurantes e estou me adaptando bem.

FUTEBOL BRASILEIRO X FUTEBOL ALEMÃO
Há muita diferença. O futebol brasileiro é mais técnico, mais lento. Na Europa é mais contato físico, a todo momento se vai para cima. Aqui é mais ousado, mais técnico. O sul-americano, de uma maneira geral, é assim. Eu gosto mais. Se tem mais tempo de rodar a bola e ir para cima, na Europa não é assim.

GOL BONITO OU QUALQUER TIPO DE GOL?
Qualquer gol serve. Sou atacante, para mim qualquer um vai ser bonito. 

PROJEÇÃO DE GOLS?
Sem projeção. Não gosto de pensar nisso. Meta eu não tenho, quero fazer gols e ver o Corinthians ganhar, é o que me importa.

CORINTHIANS, PRIMEIRAS IMPRESSÕES
Refêrencias eram muito boas, de um grupo humano muitto bom e um grande treinador. O Corinthians está conseguindo muitas coisas internacionalmente. O clube tem uma estrutura incrível, de primeira. Na Europa, muitos clubes não tem algo parecido.

LÍNGUA PORTUGUESA
Eu falo português com meus companheiros (risos). Sou um pouco tímido para falar com a imprensa, mas eu falo sim. Entendo tudo o que me falam também. Em pouco tempo vou aprender mais falando com eles no dia a dia.

ESTILO FASHION?
Não tenho, não. Jogo futebol. Trato de estar bem, concentrado no futebol. Meu estilo é normal. Vivi dez anos na Europa e vivi normal lá. Aqui na América do Sul não será diferente.

CORAGEM DE CORTAR O CABELO?
Tenho coragem, mas quero ficar como eu gosto (risos). Meus companheiros me falam todos os dias para cortar (risos).

RONALDO NO MUNDIAL?
Seria incrível ter Ronaldo ao meu lado, uma oportunidade única, ainda mais em um campeonato tão importante como é o Mundial de Clubes. Ele traria uma experiência internacional incrível, foi um dos maiores do mundo, campeão do mundo, melhor jogador do mundo por várias vezes. Seria incrível...

SOLIDÁRIO AOS MAIS POBRES
Eu gosto de fazer coisas sociais, não somente por ter muita probreza no mundo, mas porque eu tenho a sorte de ser um privilegiado e ter ganhado dinheiro. Ajudar pessoas que não tem me faz muito bem. Entendo que todos os jogadores teriam que ajudar as pessoas na rua. Tenho certeza que Deus te dá mais quando você ajuda ao próximo, quando pensa nos que não têm o mesmo que você.